Sete meses depois, voltei a colocar uma cana ao alto...


Valeu a pena esperar por este dia... Acompanhado pela minha esposa, combinamos dias antes em ela me acompanhar até à Galiza no meu "regresso" à pesca, e para ela apreciar aquele magnifico lugar... pelo qual sou um incondicional apaixonado.
Foi um momento aguardado com muita emoção e ansiedade... O destino foi estipulado mesmo à ultima da hora em conjunto com um Português... radicado à mais de 40 anos na Galiza e por umas coordenadas que me chegaram via sms por um amigo...
Partida cerca das 3:30h de sábado. A viagem correu calma, apesar de por vezes apanhar nevoeiro intenso. A chegada deu-se por volta das 7h, com alguns inconvenientes à mistura, visto que o GPS do telemóvel não funcionou. Uma chamada de recurso, resolveu o problema, a pessoa a quem liguei, passado pouco tempo, estava junto a nós, tendo-nos guiado até aos pesqueiros...
Uma água de fazer inveja, foi o que encontramos. Ele disse-me onde geralmente pescava, mas, fui de encontra os pesqueiros dele, e disse-lhe que gostava de um outro lugar que estava bem perto :-).
A Mara ficou no carro a "meditar" junto daquele soberbo lugar com uma paisagem mista de mar e serra.
Pegamos no material, e fizemo-nos ao caminho... Ele ficou de um lado de uma laje, e eu da outra.
- Estico a cana, ligo o estralho (Seguar 0,33) do anzol (Sasame Beak nº1) ao destroçedor que faz de terminal à bóia (peão calibrado de 50gr), e descasco um camarão ainda congelado. Lanço, e pouco tempo depois, sinto um arranque... Já estava nervoso de emoção por ter regressado, mas mais fiquei quando as cabeçadas começaram... A cana (Tica Buffalo 7m), aguentou bem as investidas mesmo com o drag do carreto (Daiwa Capricorn 4500) bem apertado. Depois, foi um pouco de paciência até o meter cá em cima, estava a pescar a uns bons 10m de altura, e tive alguma dificuldade, pois era já um peixe que ultrapassava bem o kg e a cana como é demasiado macia, não facilitou muito este trabalho. Por fim, já com ele na mão, e já com o amigo ao meu lado para a foto da praxe, pensei:
A cara não é a melhor, mas sou franco que estava muito nervoso...

- Dever cumprido... Um sargo bestial, num lugar bestial, com a companhia bestial da Mara... Que mais eu preciso?
Mas não, as poucas horas que sobravam para o preia-mar, patentearam-me mais seis belos encontros... E um para o amigo, que teimoso :-), demorou a vir para o meu lado.

Parabéns Pedro!
Parece sina, mas, ainda não encontrei um pesqueiro de bóia para o fazer na vazante... Enquanto sobe, temos todas as possibilidades de um peixe bom, mas quando a maré vira, não há mais nada a fazer, senão arrumar o material e virar as costas ao mar. Quem sabe um dia encontrá-lo-ei...
Cerca das 11h, demos por terminado a pesca. Fomos até à cidade os três, entramos numa loja de pesca... tomamos um café, conversamos um bocado, e despedimo-nos com um até breve...
Antes das 16h, já estávamos em casa. Cansados, mas muito felizes…

Para ti Mara, um beijo tenro com muito AMOR…E obrigado por teres partilhado este dia comigo da maneira que tanto gosto! Se não fosse pedir muito, quando queres repetir :-)?
Ao Pedro, os meus sinceros agradecimentos pela disponibilidade e cortesia da pela sua recepção! Sem esquecer o Carlos, da sua boa vontade em partilhar os seus conhecimentos sem quaisquer preconceito, o meu muito obrigado amigo!

Deixo algumas fotos, que sem dúvida alguma, mostram em como há coisas na vida que nos deixam muito felizes. Afirmo que hoje, eu fui um sortudo!


Comentários

Vicius88 disse…
Ainda bem que deste com o sitio, ás vezes é dificil chegar onde não se conhece mas se insistirmos, depois vale a pena, tambem me aconteceu.Tens ai umas tabuas boas, e requer continuação eheheh.
Cumps
É sempre agradavel ver o regresso de um pescador ás lides só desejo que muitos mais relatos sejam descritos aqui,um abraço e felicidades
JTCordeiro
José disse…
Boas Pedro.
Parabéns pelo "regresso".
Este ano já experimentei alguns pesqueiros bons na vazante. Também tenho pescado a maioria das vezes com as canas de 6 mts.
Pode ser que ainda consigamos lá ir juntos.
Um abraço
Pedro Nunes disse…
Alô Galante!
Por acaso tenho curiosidade em conhecer a Galiza, talvez um dia :)
Tens muita sorte em a tua espossa te acompanhar nas pescas, eu tb ñ me posso queixar felizmente...
Ja agora, sou um anti JPs :)
Abraço
Anónimo disse…
Bela reportagem. Parabéns!

Saudações cordiais
Mário Pinho
La verdad que el viaje es una paliza, pero con buena compañía y con esa pescata uno lo lleva con cansancio pero con mucha alegría. Vaya altura para levantar esos sargos.

Un saludo Pedro
pescadicto disse…
Noraboa polas capturas e alegrome que che gustaxe a Galiza.

Un saudo
Pedro Galante disse…
Vicius88 disse...
Ainda bem que deste com o sitio, ás vezes é dificil chegar onde não se conhece mas se insistirmos, depois vale a pena, tambem me aconteceu.Tens ai umas tabuas boas, e requer continuação eheheh.
Cumps
_____________________________________
Olá Carlos!
É um lugar fascinante a Galiza... Estou a ser o mais sincero possível, se me saísse o totoloto, com toda a certeza que o meu destino até ao fim dos meus dias... seria lá!
Pena não ter muito mais tempo... Troco 2h de pesca ali, por meio dia de pesca aqui.
Obrigado por tudo...!

Abraço
Pedro Galante disse…
CANTINHO DA PESCA disse...
É sempre agradavel ver o regresso de um pescador ás lides só desejo que muitos mais relatos sejam descritos aqui,um abraço e felicidades
JTCordeiro
___________________________________
Vamos ver... Espero bem que sim, e que agora, seja de vez!

Grande abraço

Pedro
Pedro Galante disse…
José disse...
Boas Pedro.
Parabéns pelo "regresso".
Este ano já experimentei alguns pesqueiros bons na vazante. Também tenho pescado a maioria das vezes com as canas de 6 mts.
Pode ser que ainda consigamos lá ir juntos.
Um abraço
___________________________________Olá Zé!
Obrigado pelo teu comentário...
Os pesqueiros de vazante, têm que ter água... é coisa que não tenho visto... Estes que vi neste sábado, a este nível, também são fracos.
Mas, quem sabe um dia darei com eles...
Quando tiveres um buraco para mim, apita... quem sabe não tenha disponibilidade... Quem não gosta de uma companhia como a tua????

Grande abraço
Pedro Galante disse…
Anónimo disse...
Bela reportagem. Parabéns!

Saudações cordiais
Mário Pinho
___________________________________

Vamos ver se aparecem mais... Pessoalmente, gostava.

Obrigado pelo comentário

Abraço
Pedro Galante disse…
Pedro Nunes disse...
Alô Galante!
Por acaso tenho curiosidade em conhecer a Galiza, talvez um dia :)
Tens muita sorte em a tua espossa te acompanhar nas pescas, eu tb ñ me posso queixar felizmente...
Ja agora, sou um anti JPs :)
Abraço
___________________________________
Vocês aí em baixo, não se podem queixar... Isso é um mundo à parte no nosso país... Mas, se poderes, vale bem a pena aquele cantinho espanhol... não só pelo peixe.
Curiosos mesmo, é que foi a primeira vez que a minha esposa foi comigo... sou sincero, espero que se repita mais vezes! :-)
Um à parte, não entendi a do "anti JPs" :)

Grande abraço Pedro!
Pedro Galante disse…
La verdad que el viaje es una paliza, pero con buena compañía y con esa pescata uno lo lleva con cansancio pero con mucha alegría. Vaya altura para levantar esos sargos.

Un saludo Pedro
___________________________________
Olá Miguel! Tens razão, é um cansaço que sabe muito bem!
Obrigado pela mensagem.
Tu também dás bem nas robalizas :-)

Un abrazo para ti
PêJotaFixe disse…
Amigo Pedro,
Até que enfim! Foi preciso ires a Espanha para conseguires apanhar uns pexecos de jeito... AHAHAHAH Não precisas ficar tanto tempo sem colocares a cana ao alto... Basta, de vez em quando, abrires a cana em casa. eheheheh

Abraço e saudações piscatórias
Anónimo disse…
A vida partilhada em comum de quem se mais ama é o mais importante.Embora conheça o pesqueiro e o considere "seco" e depauperado pela n/intensa pesca á cana e pela pesca profissional, não o vou revelar, pois o local é bonito e prefiro que assim pesque com tranquilidade por lá.Nós os pescadores do Atlantico Norte, já largamos esse pesqueiro há muito .
O que é importante é a sua alegria e o local é de facto muito bonito.Para apanhar peixes na vazante,só há meia duzia de pesqueiros em toda a Zona Norte,são poucos e estão algo longe daí.Foram muitos anos a descobri-los pelo que ficamos pela alegria da pesca e de viver.


Saudações cordiais
Joaquim Bonifácio
Pedro Galante disse…
pescadicto disse...
Noraboa polas capturas e alegrome que che gustaxe a Galiza.

Un saudo
___________________________________
Pescadicto, obrigado pela mensagem... Diz-me tu, quem não gosta da Galiza??? :)

Grande abraço para ti

Pedro
Pedro Galante disse…
PêJotaFixe disse...
Amigo Pedro,
Até que enfim! Foi preciso ires a Espanha para conseguires apanhar uns pexecos de jeito... AHAHAHAH Não precisas ficar tanto tempo sem colocares a cana ao alto... Basta, de vez em quando, abrires a cana em casa. eheheheh

Abraço e saudações piscatórias
________________________________
Tu também tens a mania...
Deixa lá estar a cana bem sossegadinha... :)

"Tanques" pela mensagem...

Grande abraço
Pedro Galante disse…
Joaquim Bonifácio disse...
A vida partilhada em comum de quem se mais ama é o mais importante. Embora conheça o pesqueiro e o considere "seco" e depauperado pela n/intensa pesca á cana e pela pesca profissional, não o vou revelar, pois o local é bonito e prefiro que assim pesque com tranquilidade por lá.Nós os pescadores do Atlantico Norte, já largamos esse pesqueiro há muito .
O que é importante é a sua alegria e o local é de facto muito bonito.Para apanhar peixes na vazante,só há meia duzia de pesqueiros em toda a Zona Norte,são poucos e estão algo longe daí.Foram muitos anos a descobri-los pelo que ficamos pela alegria da pesca e de viver.


Saudações cordiais
Joaquim Bonifácio
___________________________________
Descreveu o pesqueiro tal e qual eu vi... Com pouca água, e também desconfiei... Mas, o primeiro lançamento fez-me ficar... Não foram muitos, mas satisfez-me plenamente!
Não sou um obcecado como muitos, tenho uma dose margem de manobra (modéstia à parte)... também sei estar... Gosto muito de tirar peixe, mas também gosto de observar a paisagem por aquelas bandas!

Um Abraço