A força da natureza

Ontem, enquanto a tempestade de vento decorria, consegui captar alguma imagens em locais, onde por norma a acalmia é notória.



Estrada da Costa Nova








Uma vista para o molhe sul na Barra.










O Triângulo evadido pela água





































Dentro da ria, o corço de água, era bem notório em pequenas vagas.


























Uma das estradas de acesso para Aveiro cortada.






















Comentários

António Matos disse…
tá mau Pedro, por aqui também a estrada marginal teve que ser cortada, espero e tenho fé que após estes temporais tardios venha a bonança, estou fartinho de tanta chuva e vento e já não sei o que é pescar faz 15 dias.
olha vou teclando :)
abraço
Pedro Galante disse…
António, mau não, péssimo!
Tu há 15 dias que não pescas; eu, desde Outubro que não pesco aqui, tirando as 3 vezes que fui à Galiza!!
Como tu, também eu, mas a familía vai agradecendo... :-)
Anónimo disse…
Pedro

parecia estar bom para mandar umas varadas nos pés de galinha do molhe norte :)

Zé Carlos
Pedro Galante disse…
Zé Carlos disse:
parecia estar bom para mandar umas varadas nos pés de galinha do molhe norte :)


Até na ponta do Triângulo :-)
Tu agora tens mais em que pensar:-)
Espero que esteja tudo bem com vocês, principalmente com o piquinino...

Um grande abraço
Esox Fever disse…
Impresionantes imágenes.

la naturaleza aveces nos recuerda que si estamos en este planeta es porque ella nos deja.

Enhorabuena por tu blog.
Pedro Galante disse…
Andoni Ortiz:
De hecho, estamos demasiado pequeño para una gran sorpresa que la naturaleza nos ofrece, en este o de otro tipo. Nos queda por observar todos estos magníficos momentos que ella nos da, sabiendo que algunos son aterradoras!

Gracias por su "visita", y por tus comentarios.

Salud