Avançar para o conteúdo principal

A força da natureza

Ontem, enquanto a tempestade de vento decorria, consegui captar alguma imagens em locais, onde por norma a acalmia é notória.



Estrada da Costa Nova








Uma vista para o molhe sul na Barra.










O Triângulo evadido pela água





































Dentro da ria, o corço de água, era bem notório em pequenas vagas.


























Uma das estradas de acesso para Aveiro cortada.






















Comentários

António Matos disse…
tá mau Pedro, por aqui também a estrada marginal teve que ser cortada, espero e tenho fé que após estes temporais tardios venha a bonança, estou fartinho de tanta chuva e vento e já não sei o que é pescar faz 15 dias.
olha vou teclando :)
abraço
Pedro Galante disse…
António, mau não, péssimo!
Tu há 15 dias que não pescas; eu, desde Outubro que não pesco aqui, tirando as 3 vezes que fui à Galiza!!
Como tu, também eu, mas a familía vai agradecendo... :-)
Anónimo disse…
Pedro

parecia estar bom para mandar umas varadas nos pés de galinha do molhe norte :)

Zé Carlos
Pedro Galante disse…
Zé Carlos disse:
parecia estar bom para mandar umas varadas nos pés de galinha do molhe norte :)


Até na ponta do Triângulo :-)
Tu agora tens mais em que pensar:-)
Espero que esteja tudo bem com vocês, principalmente com o piquinino...

Um grande abraço
Esox Fever disse…
Impresionantes imágenes.

la naturaleza aveces nos recuerda que si estamos en este planeta es porque ella nos deja.

Enhorabuena por tu blog.
Pedro Galante disse…
Andoni Ortiz:
De hecho, estamos demasiado pequeño para una gran sorpresa que la naturaleza nos ofrece, en este o de otro tipo. Nos queda por observar todos estos magníficos momentos que ella nos da, sabiendo que algunos son aterradoras!

Gracias por su "visita", y por tus comentarios.

Salud

Mensagens populares deste blogue

José Afonso, numa opinião de carretos para surf-casting...

O dia em que conheci o Zé! Na sua praia... Figueira da Foz, num encontro de um fórum de pesca...


O seu nome, dispensa quaisquer tipo de apresentações... Este é daqueles... que todos nós agradecemos a sua presença num qualquer lugar, e, se se falar de pesca, melhor ainda! Evidente que este meu espaço, fica mais rico... mesmo que, tenha tirado o seu artigo de uma revista de pesca. E para compor melhor este artigo, nada melhor que juntar o seu vastíssimo currículo de competição....
Desde já Zé, o meu muito obrigado sempre pela tua disponibilidade! Vai um abraço! 

Os carretos de Surf-Casting, dicas…
Os carretos de a utilizar devem ser carretos que não fiquem desequilibrados nas canas que possuímos e indicados para o surfcasting. Como características principais devem ter força, um bom enrolamento de fio na bobine e bobines largas para uma boa saída de fio.

Uma recordação...

Decorria o ano de 2008, quando pela primeira vez, decidimos ir à Galiza à bóia. Um pouco às escuras, enverdamos por um pesqueiro nunca antes explorado por nós. Dei com o peixe assim que lá cheguei, mas foi sol de pouca dura... Só ao final do dia, é que voltei a sentir qualquer coisa mais. Nada de extraordinário, mas, para o efeito, foi muito bom. Na companhia do Humberto e do Telmo, deixo as fotos para confirmar o bom ambiente... e o local de sonho!





Enguias de viveiro

Aproveitando mais uma bela almoçarada (arroz de Lampreia) na marinha da Boca Torta, no final, uma das pessoas que lá trabalha, deu-nos a oportunidade de ver algumas Enguias que por lá habitam.