Avançar para o conteúdo principal

É hora do retiro...

Ao ver esta foto, apodera-se em mim uma nostalgia radiante. Faz-me lembrar a primeira vez que pesquei neste planeta, talvez há 32/33 anos. Era aqui que muito do peixe por nós consumido, chegava. Era lindo de se observar toda a azafama enquanto uma traineira ou arrastão eram descarregados. Os anos passam, as recordações ficam, e as paisagens modificam-se.

Vou ausentar-me por alguns dias com as "MINHAS MAIS QUE TUDO"... este foi um ano DURO, ARDO-O, DESGASTANTE, chegando mesmo ao "IMPOSSÍVEL" para nós e para quantos os que nos acompanharam na caminhada... Felizmente, hoje estamos aqui, e seguros de tudo... Por isso, vamos procurar um pouco de Paz, concentrar-nos em nós, e reflectir sobre tantos desses momentos...
Ao Telmo, ao Luís, ao Humberto e ao Rui, o "nosso" muito obrigado!
Grande abraço para todos

Pedro

Comentários

Mensagens populares deste blogue

José Afonso, numa opinião de carretos para surf-casting...

O dia em que conheci o Zé! Na sua praia... Figueira da Foz, num encontro de um fórum de pesca...


O seu nome, dispensa quaisquer tipo de apresentações... Este é daqueles... que todos nós agradecemos a sua presença num qualquer lugar, e, se se falar de pesca, melhor ainda! Evidente que este meu espaço, fica mais rico... mesmo que, tenha tirado o seu artigo de uma revista de pesca. E para compor melhor este artigo, nada melhor que juntar o seu vastíssimo currículo de competição....
Desde já Zé, o meu muito obrigado sempre pela tua disponibilidade! Vai um abraço! 

Os carretos de Surf-Casting, dicas…
Os carretos de a utilizar devem ser carretos que não fiquem desequilibrados nas canas que possuímos e indicados para o surfcasting. Como características principais devem ter força, um bom enrolamento de fio na bobine e bobines largas para uma boa saída de fio.

Uma recordação...

Decorria o ano de 2008, quando pela primeira vez, decidimos ir à Galiza à bóia. Um pouco às escuras, enverdamos por um pesqueiro nunca antes explorado por nós. Dei com o peixe assim que lá cheguei, mas foi sol de pouca dura... Só ao final do dia, é que voltei a sentir qualquer coisa mais. Nada de extraordinário, mas, para o efeito, foi muito bom. Na companhia do Humberto e do Telmo, deixo as fotos para confirmar o bom ambiente... e o local de sonho!





Enguias de viveiro

Aproveitando mais uma bela almoçarada (arroz de Lampreia) na marinha da Boca Torta, no final, uma das pessoas que lá trabalha, deu-nos a oportunidade de ver algumas Enguias que por lá habitam.